02 agosto 2015

ELO - IMOGEN HOWSON




Título: Elo
Autora: Emogen Howson
Páginas: 384
Editora: Farol Literário



Elissa costumava ter tudo: a atenção de todos, popularidade e um futuro promissor. Mas os três últimos anos fizeram sua vida mudar radicalmente: ela vem lutando contra terríveis visões, dores-fantasma e misteriosos hematomas que aparecem do nada. Depois de muitas idas e vindas a especialistas, surge uma promessa de cura, uma cirurgia para apagar a parte superativa do seu cérebro, que provoca tais alucinações. Às vésperas da operação, no entanto, Elissa faz uma descoberta chocante por trás daquelas visões: ela enxerga o mundo pelos olhos de outra garota.

Elissa Ivory tinha uma vida perfeita: boas amigas, popularidade, futuro promissor, e até um paquera em potencial. Mas perdeu tudo isso quando, do nada, começou a ter "visões", dores sem motivo aparente e horrendos hematomas por todo o corpo. Lissa passou 3 anos assim, e o pior é que nenhum médico resolve a situação.

Finalmente é marcada uma cirurgia que parece ser a solução de tudo. Elissa só não contava descobrir, poucos dias antes da operação, uma série de detalhes a respeito do próprio passado que a fariam questionar tudo o que (pensa que) conhece.

Com narrativa em terceira pessoa bastante focada na Lissa (a ponto de contar pensamentos e emoções da garota), Elo conseguiu me conquistar logo nas primeiras páginas. Eu não estava me apegando a livro algum, comecei a ler uns 3 antes dele, mas logo larguei. Até que algo em Elo me chamou, e em poucos instantes imergi completamente na história.

Ao longo da leitura, diversos elementos me encantaram. Um deles foi a capacidade da autora em deixar o leitor extremamente curioso. Bem no início, eu queria entender o que estava acontecendo com Lissa, o quê eram as tais visões e o motivo da jovem precisar de médico. Quando descobri, aí mesmo que não podia largar o livro. Precisava saber o que tinha acontecido e como as coisas se resolveriam. Sem contar que os imensos cliffhangers no final dos capítulos deixava tudo ainda mais desesperador.

Outro detalhe que curti foi o fato da autora ter inserido detalhes inesperados que deixam qualquer leitor chocado. Quando eu menos esperava, lá vinha uma revelação tão bombástica que me deixava de queixo caído.

Um ponto de Elo que julgo ser brilhante é a mescla na medida certa de young adult com ficção científica. A obra aborda assuntos como bullying, preconceito e autoritarismo imersos em um mundo distópico, com direito a superpoderes e viagens no espaço. Juntando tudo que citei dá uma trama ágil, recheada de ação e que faz as páginas voarem!

Não cheguei a sentir empatia pela Lissa, mas pelo menos não fiquei com raiva dela. Em alguns momentos até tive dó da garota. Achei o desfecho bom, mas um tanto ilusório, talvez porque o mundo criado pela autora não tenha sido tão bem explicado. Isso não chegou a ser um problema, pois não fiquei com dúvidas ou algo do gênero, apenas creio que seria bacana se o plano de fundo da história fosse mais detalhado.

Em suma, Elo tem uma narrativa incrível, não só por ser envolvente, chocante e frenética, mas também porque faz o leitor refletir sobre questões pertinentes no cotidiano de qualquer ser humano. Mal posso esperar para conferir o que Imogen Howson aprontou na continuação desse livro que tanto me encantou.


Por Brunna Carolinne  

1 comentários:

  1. Eu lembro que quis ler esse livro mas o nome não me convenceu muito.
    Depois da sua resenha, mudei de opinião. Anotado!
    Beijos!
    http://balaiodebabados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir